10 Julho, 2018

PROGRAMA SAÚDE DO TRABALHADOR – ACUPUNTURA CHEGA A 10 MIL ATENDIMENTOS COM 80% DE CURA

Cooperativas comemoram a redução no número de atestados médicos

Há um ano atendendo os trabalhadores em cooperativas das regiões norte, noroeste e médio oeste do estado do Paraná, o programa saúde do trabalhador já realizou mais de 10 mil atendimentos em sua unidade móvel, completamente preparada para atender os funcionários em seus locais de trabalho com equipamentos de última geração e profissionais capacitados e que percorre as cooperativas levando tratamento de acupuntura aos trabalhadores. O projeto piloto deu tão certo que a Fenatracoop está trabalhando para levar o programa para todo o país. “Meu sonho é levar uma unidade como essa para o interior do Amazonas, chegando nos locais mais longínquos, até de balsa se for preciso. Levar o tratamento de acupuntura do Oiapoque ao Chuí, pois estamos falando de uma taxa de cura de mais de 80% de um recurso terapêutico que trata e previne inúmeras doenças e vícios”, enalteceu o presidente da Fenatracoop, Mauri Viana Pereira.

 

O programa teve início em 2017 e tem uma média de 40 atendimentos em cada período de 4 horas. “Os trabalhadores necessitam em média de 5 a 8 sessões, obtendo alta do tratamento por ter sanado todos os sintomas da queixa inicial, às vezes até 10 sessões são necessárias dependendo do sintoma do paciente e da evolução do caso. É importante ressaltar que o resultado da acupuntura auricular já é possível ver desde a primeira aplicação, devendo assim realizar aplicações a cada 7 ou 15 dias para efetividade do tratamento de acordo com cada patologia”, explicou a técnica responsável pelo programa, Adriana Lopes Gomes. Segundo ela, os reflexos do tratamento são positivos não apenas para os pacientes, mas também para as cooperativas. “Os resultados são muito efetivos, melhorando a qualidade de vida do trabalhador e diminuindo consideravelmente a emissão de atestados e afastamentos do labor. Muitos trabalhadores relatam que tem maior disposição para o trabalho e melhora de humor, devido à ausência de dores ou sintomas que atravancavam sua labuta diária”, concluiu. 

 

NOVA UNIDADE:

 

O presidente da Fenatracoop e dos sindicatos Sintracoop e Sintrascoopa, Mauri Viana Pereira, já está preparando uma nova unidade móvel para atender ainda mais trabalhadores, pois a lista de espera está muito grande. “Temos visto durante este período de funcionamento do programa o quanto os trabalhadores têm precisado deste tratamento. São muitas doenças que a acupuntura pode ajudar a tratar e a procura tem aumentado cada vez mais, por conta dos resultados. Um ônibus já não está sendo mais suficiente para atender toda a demanda e isso e muito bom, pois comprova que está dando resultado e isso nos mostra que estamos no caminho certo, procurando atender realmente as necessidades dos trabalhadores. Em breve estaremos com mais uma unidade de tratamento beneficiando ainda mais funcionários de cooperativas”, afirmou Mauri.

 

NÚMEROS:

 

TOTAL DE ATENDIMENTOS: 10 mil  

PACIENTES ATENDIDOS: 1868 trabalhadores

PACIENTES EM TRATAMENTO: 750 pacientes estão em tratamento quinzenal e 200 pacientes estão em manutenção (atendimento 1 x por mês)

PACIENTES COM ALTA: 840 pacientes já receberam alta. Os pacientes em alta receberam acompanhamento de controle da eficácia do tratamento e orientações, nenhum deles retornou o tratamento, sendo sanadas as suas queixas. Para o mês de julho serão dadas altas para mais de 200 pacientes, comprovando assim a eficácia do tratamento.

LISTA DE ESPERA:  O programa conta com uma lista de espera de funcionários e pretende chegar a um total de atendimentos entre pacientes novos e retornos 2000 sindicalizados com apenas uma unidade.

 

 

TRATAMENTO GRATUITO

 

Para quem sofre de dores lombares, tendinite, bursite, inflamações, ansiedade, depressão, insônia, labirintite, vícios e diversos outros males, a técnica de acupuntura é extremamente eficaz. Ela atua com agente principal ou ajudando a amenizar sintomas. Por exemplo, em pacientes com câncer, ela ajuda a amenizar a dor, depressão, falta de apetite, náusea, vômito e outros desconfortos causados pela quimioterapia, pela radioterapia e pelo próprio câncer. Por outro lado, há lesões musculares e dores de cabeça que podem ser tratadas pela acupuntura com resultados bastante satisfatórios. Um tratamento em clinicas particulares custa de 40 a 250 reais por sessão e com o programa saúde do trabalhador o tratamento é DE GRAÇA. Portanto, VOCÊ, ASSOCIADO, não perca tempo, procure o seu sindicato, faça uma sessão e comprove os benefícios.

Veja também